Software para Gestão de SST: 7 dicas para escolher o melhor

A escolha de um bom software para gestão de saúde e segurança do trabalho melhora a produtividade, aumenta a competitividade e facilita os processos dentro da empresa. Com o avanço da tecnologia e a modernização das legislações, surge a cada dia um leque maior de opções de ferramentas que ajudam na gestão de dados dentro das organizações.

Entre tantas opções, muitas vezes fica difícil escolher o que melhor se adapta ao seu negócio, seja você gestor de uma empresa com SESMT próprio ou de consultoria em SST. Por isso vamos te ajudar a fazer uma análise para que você possa tomar a melhor decisão. Confira!

 

  1. O sistema foi desenvolvido por especialistas?

Muitas empresas possuem larga experiência em desenvolvimento de softwares, mas por inúmeras vezes, os conhecedores do negocio não são consultados para contribuir com seu conhecimento. As vantagens de um sistema pensado por especialistas vão, desde a definição do fluxo correto de preenchimento de campos e telas até a aplicação de metodologias que não se restringem à legislação nacional, mas sim, utilizam praticas que são referencia a nível mundial. Por isso pesquise antes, e opte por soluções que possam contribuir com o seu negócio.

 

  1. A Implantação do Software é Rápida e Fácil?

Assegure-se de que existe um projeto para implantação. Esse projeto deve prever todas as etapas importantes para respeitar as particularidades de sua empresa. Deve também oferecer facilidade, redução de custos e rapidez, além do acompanhamento por profissionais com conhecimento técnico sobre o assunto.

 

  1. Seus dados estão seguros?

Certifique-se de que a empresa contratada possua uma boa política de segurança da informação. O armazenamento de dados em nuvem vem ganhando cada vez mais espaço no mercado e uma grande fatia das empresas já optam por essa tecnologia.

A politica de segurança deve prever uma série de requisitos, como por exemplo, criptografia nas requisições (HTTPS), políticas de backups, testes de disaster recovery, testes de intrusão e análise de vulnerabilidades da aplicação e infraestrutura entre outros.

 

  1. O software tem uma interface amigável?

Para que os usuários se sintam motivados a utilizar um sistema é importante escolher uma ferramenta que possua interface moderna e intuitiva. A escolha adequada certamente aumentará a produtividade do usuário, além de evitar possíveis registros equivocados.

 

  1. Atende a legislação e às práticas internas?

Procure saber se o software está atendendo às legislações vigentes e se está alinhado às práticas internas da sua empresa. Quando se trata de um software na área de Saúde, Segurança e Meio Ambiente, são muitas às legislações que devem ser obedecidas, sem deixar, no entanto, que os processos internos sejam respeitados.

 

  1. A empresa oferece atualizações sem custo para o Software?

Cobrar por versões atualizadas do software é coisa do passado. Basta verificar o modelo utilizado pelos aplicativos dos smartphones.

Quando se contrata um sistema, espera-se utilizar o máximo potencial em termos de facilidades e funcionalidades. A necessidade de aquisição de versões atualizadas, muitas vezes desmotiva o usuário, pois ele sabe que determinada funcionalidade, muito útil para o seu dia-a-dia, só estará disponível mediante novo pagamento.

Um software 100% online pode oferecer essa grande vantagem, onde, qualquer atualização, seja ela uma melhoria, correção de bug ou disponibilização de um novo relatório poderá estar disponível a qualquer momento, de forma rápida e sem custo adicional.

 

  1. Possui canais de atendimento acessíveis?

Ao adquirir um software, é importante saber se a empresa mantém canais de atendimento acessíveis para dar suporte ao usuário. Verifique o modelo de serviço oferecido, além das ferramentas utilizadas para contato com o usuário, seja para tirar dúvidas sobre funcionamento, sugestão de melhoria ou de um possível erro identificado. Conheça o SLA (Service Level Agreement) da empresa, que trata do tempo de resposta com base no nível de criticidade do chamado aberto.

 

Gostou das dicas? Foi útil para você na escolha do melhor software para sua empresa? Escreva-nos ou acesse ao lado os outros posts sobre temas relacionados.

Este conteúdo é restrito a membros do site. Se você é um usuário existente, faça o login. Novos usuários podem se registrar abaixo.

Login de Usuários